domingo, 20 de agosto de 2017

Núncio Apostólico celebrou Missa Tridentina

O Núncio Apostólico no Brasil Dom Giovani D'Aniello (Representante do Papa) celebrou na noite deste Sábado(19/08) um Pontifical Solene no Rito Tridentino na cidade de Campos dos Goytacazes/RJ  por ocasião dos 15 anos da Administração Apostólica. Um fato histórico para o Catolicismo no Brasil onde a mais alta autoridade eclesiástica do país celebra o rito que embora tenha sido totalmente liberado pelo Papa Bento XVI ainda sofre muitos preconceitos no Clero Brasileiro. O Pontifical ainda foi assistido pelo Cardeal Dom Orani Tempesta e por diversos bispos amigos do Rito. CONFIRA ALGUMAS IMAGENS:
















Imagens: PASCOM da Administração Apostólica, Mídias Sociais (Ines Palagar, Júlio Cesar, Cristóvão Pacheco, Pe. Silvano)

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Cardeal Burke explica correção que será aplicada ao Papa


Uma vez que o Papa Francisco optou por não responder às 5 questões sobre se a exortação apostólica 'Amoris Laetitia' está em conformidade com os ensinamentos católicos, torna-se “necessária” uma “correcção” das orientações em que o seu ensinamento se afasta da fé católica, disse o Cardeal Raymond Burke numa nova entrevista.

O Cardeal, que é um dos quatro que, há quase um ano, assinaram os Dubia para pedirem ao Papa a clarificação dos seus ensinamentos, explicou, em entrevista ao The Wanderer, como prosseguiria o processo para a realização de uma “correcção formal”.

“Parece-me que a essência da correcção é bastante simples”, explicou Burke. “Por um lado, define-se o ensino claro da Igreja; por outro lado, é apresentado o que é realmente ensinado pelo Pontífice Romano. Se houver uma contradição, o Pontífice Romano é chamado a corrigir o seu próprio ensinamento em obediência a Cristo e ao Magistério da Igreja”, afirmou.

“Levanta-se a questão: Como seria isso feito? É feito muito simplesmente por uma declaração formal à qual o Santo Padre seria obrigado a responder. Os cardeais Brandmüller, Caffarra, Meisner e eu usamos uma antiga prática da Igreja para propor os Dubia ao Papa”, continuou o Cardeal.

“Isso foi feito de uma forma muito respeitosa e não de modo agressivo, a fim de dar-lhe a oportunidade de afirmar o ensino imutável da Igreja. O Papa Francisco escolheu não responder aos cinco Dubia, portanto agora é necessário simplesmente afirmar o que a Igreja ensina sobre o casamento, a família, actos intrinsecamente maus e assim por diante. Estes são os pontos que não são claros nos actuais ensinamentos do Pontífice Romano; portanto, esta situação deve ser corrigida. A correcção incidiria então principalmente sobre esses pontos doutrinários”, acrescentou.

No ano passado, os quatro cardeais trouxeram a público as suas perguntas (Dubia) depois que o Papa não lhes ter dado uma resposta. Eles esperavam que, respondendo às suas cinco perguntas de sim-ou-não, o Papa dissiparia o que eles chamavam de “incerteza, confusão e desorientação entre muitos fiéis” decorrentes da controversa exortação.

Em Junho, os 4 cardeais publicaram uma carta dirigida ao Papa na qual pediram, sem sucesso, uma audiência privada para discutir “a confusão e a desorientação” existente dentro da Igreja devido à exortação.

A exortação tem sido usada por vários bispos e grupos de bispos, incluindo os da Argentina, Malta, Alemanha e Bélgica, para emitir directrizes pastorais que autorizam que a Comunhão seja dada a católicos divorciados-civilmente-recasados a viver em adultério. Mas os bispos do Canadá e da Polónia emitiram declarações, com base na leitura do mesmo documento, proibindo tais casais de receber a Comunhão.

O Papa Francisco não entrou ainda em diálogo com os três restantes cardeais.

Burke afirmou na entrevista ao The Wanderer que o Papa é o “princípio da unidade dos bispos e de todos os fiéis”. “No entanto, a Igreja está a despedaçar-se neste momento com confusão e divisão”, disse ele. “O Santo Padre deve ser chamado a exercer o seu ofício para pôr fim a isto”, acrescentou.

Se o Papa mantiver a sua recusa em responder aos Dubia, o “próximo passo seria uma declaração formal reafirmando os ensinamentos claros da Igreja, conforme o estabelecido nos Dubia“, disse Burke.

“Para além disso, seria declarado que essas verdades da Fé não estão a ser afirmadas com clareza pelo Pontífice Romano. Por outras palavras, em vez de colocar as perguntas conforme foi feito nos Dubia, a correcção formal daria as respostas de forma clara, em conformidade com o que os ensinamentos Igreja”, acrescentou.

É  amplamente consensual que os Cardeais, seguindo as doutrinas da Igreja sobre o casamento, a confissão e a Eucaristia, responderiam às cinco perguntas de sim-ou-não deste modo:

Seguindo as afirmações da Amoris Laetitia (n. 300-305), um casal adúltero habitual pode obter a absolvição e receber a Sagrada Comunhão? NÃO

Com a publicação da Amoris Laetitia (ver n. 304), ainda se pode considerar válido o ensinamento de São João Paulo II, na Veritatis Splendor, de que existem “normas morais absolutas que proíbem actos intrinsecamente maus e que são vinculantes sem excepções”? SIM

Depois da Amoris Laetitia (n. 301), ainda se pode afirmar que o adultério habitual pode ser uma “situação objectiva de pecado grave habitual”? SIM

Após as afirmações de Amoris Laetitia (n. 302) são os ensinamentos de João Paulo II na Veritatis Splendor ainda válidos de que “circunstâncias ou intenções nunca podem transformar um ato intrinsecamente desonesto pelo seu objecto, num acto ‘subjectivamente’ honesto ou defensível como opção”? SIM

Depois da Amoris Laetitia (n. 303), ainda é necessário considerar válido o ensinamento da encíclica Veritatis Splendor de São João Paulo II “que exclui uma interpretação criativa do papel da consciência, e afirma que a consciência jamais está autorizada a legitimar excepções às normas morais absolutas que proíbem acções intrinsecamente más pelo próprio objecto”? SIM

O Cardeal Burke afirmou que os fiéis católicos que estão frustrados com a liderança do Papa Francisco na Igreja não devem considerar alguma ideia de “cisma”. “As pessoas falam de um cisma de facto. Eu sou absolutamente contrário a qualquer tipo de cisma formal – um cisma nunca pode ser correcto”, disse ele.

“As pessoas podem, no entanto, estar a viver numa situação cismática se o ensino de Cristo foi abandonado. A palavra mais apropriada seria a única que Nossa Senhora usou na sua Mensagem de Fátima: apostasia. Pode haver apostasia dentro da Igreja e, de facto, é o que está a acontecer. Relacionado com a apostasia, Nossa Senhora também se referiu à falha dos pastores em manter a Igreja unida”, acrescentou.

Peter Baklinski in LifeSiteNews 
Tradução: odogmadafe.wordpress.com
Via: Senza Pagare

sábado, 29 de julho de 2017

IBP fez peregrinação até Aparecida do Norte

Registro da Peregrinação do Instituto do Bom Pastor até Aparecida do Norte demostrando seu amor a Rainha do Brasil. A peregrinação teve seu ponto máximo com a Missa Pontifical Solene na Basílica Velha celebrada por S.E.R Dom Fernando Guimarães (Arcebispo Militar do Brasil)  e depois com a veneração da imagem da Virgem no Santuário Nacional. 





Via: Meios oficiais do Instituto do Bom Pastor Brasil 

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Santa Sé recorda que Bispos celebrem a Missa Tridentina Pontifical apenas com Diáconos e Subdiáconos


Resposta da Pontifícia Comissão "Ecclesia Dei"


Oferecemos aos nossos leitores uma resposta da Pontifícia Comissão “Ecclesia Dei” a algumas questões referentes à Missa celebrada por um Bispo.

Confira a Carta resposta:
Confira uma tradução livre:

Prot. N. 39/2011L - ED                                                        14 de junho de 2017

Caríssimo Senhor,

Esta Pontifícia Comissão agradece por sua Carta de 23 de Março de 2017 na qual foram levantadas várias questões relacionadas à possibilidade do Bispo celebrar uma Missa Cantada sem os ministros sagrados (a chamada Missa Pontifical Cantada”) de acordo com a Forma Extraordinária.

Em resposta, este Dicastério deseja sublinhar que, de acordo com o Motu Proprio Summorum Pontificum e a Instrução Universae Ecclesiae, os livros litúrgicos da Forma Extraordinária são os que estavam em vigor em 1962. Ditos livros não preveem a possibilidade de um Bispo celebrar a Missa Cantada sem a assistência dos ministros sagrados. Em vez disso, de acordo com esses livros, os Bispos podem celebrar a Missa Rezada (também conhecida como Missa Prelatitia) ou a Missa Pontifical com a assistência dos ministros necessários.

Esperando que o que dissemos acima responda suas perguntas, permanecemos com os melhores desejos de oração.

Sinceramente em Cristo,

O Secretário da Pontifícia Comissão “Ecclesia Dei”

PHILIPPINES

-----------------------------------
N.T: Quando se diz "Missa Cantada" entenda-se a Missa Solene do Bispo (e não a Missa Cantada de um simples sacerdote). 

Via: Blog Forma Extraordinária do Rito Romano

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Dom Athanasius Schneider celebra Missa Tridentina no Santuário de Fátima

Hoje, 14 de Julho de 2017, SER o Sr. D. Athanasius Schneider celebrou Missa Antiga na Basílica da Santíssima Trindade, no Santuário de Fátima. Acorreram mais de 150 pessoas, portuguesas e não só. Vários sacerdotes e religiosos assistiram à Missa, com bastante piedade, assim como os demais fiéis. Apresentamos aqui algumas fotografias da Santa Missa. A celebração do centenário da aparição de Julho da Virgem Santíssima foi marcada pela presença dos bispos da antiga URSS. Rezemos, então, pela conversão da Rússia, prometida por Nossa Senhora há 100 anos na Cova da Iria.







Via: Senza Pagare

terça-feira, 11 de julho de 2017

Núncio Apostólico do Brasil celebrará Missa Tridentina em Agosto

A Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney, tem a honra de convidar os Bispos, Sacerdotes, Seminaristas, Religiosos (as), e todos os fiéis em geral para a Santa Missa Pontifical em Ação de Graças Pelos 15 anos da Administração Apostólica e Ordenação Episcopal de Dom Fernando Arêas Rifan, no dia 19 de agosto de 2017, às 18:00 horas
Santa Missa Pontifical celebrada por S. Exª. Revmª. Dom Giovanni d’Aniello,
Núncio Apostólico do Brasil
Na Igreja Principal da Administração Apostólica,
Paróquia do Imaculado Coração de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.
Av. Visconde de Alvarenga, 354/386 28053-000 – Parque Leopoldina
Campos dos Goytacazes, RJ
Esta nota foi divulgada oficialmente pelos meios de comunicação da Administração Apostólica. Dom Giovanni d'Aniello é o representante civil e canônico direto do Papa em território brasileiro e celebrará em ação de graças pelos 15 anos do acordo entre a Santa Sé e os Padres de Campos, na qual resultou a criação da Administração Apostólica que recebeu a faculdade de  celebrar todos os sacramentos conforme a liturgia em vigor antes do Concílio Vaticano II. 

sexta-feira, 7 de julho de 2017

"Orgia gay e drogas" Polícia do Vaticano acaba com festa, secretário de Cardeal progressista envolvido


Embora tenha acontecido há 2 meses, o escândalo chegou agora aos meios de comunicação social: A Gendarmeria Vaticana (a polícia do Estado do Vaticano) fez uma rusga a um apartamento no qual se deparou com uma "orgia gay" acompanhada de grandes quantidades de drogas, nomeadamente cocaína. 

Foi imediatamente detido o habitante do dito apartamento, e responsável pela "festa", Mons. Luigi Capozzi, de 49 anos. Mons. Capozzi é o secretário do Presidente do Pontifício Conselho para os Textos Legislativos, Cardeal Francesco Coccopalmerio. O Cardeal Coccoplamerio, de 79 anos, fez, no passado, declarações enaltecendo os aspectos positivos dos "casais" de pessoas do mesmo sexo, contra o que ensina o Catecismo. Mais recentemente, escreveu um livro no qual defende que a Amoris Laetita, a exortação apostólica do Papa Francisco sobre a Família, deve ser interpretada no sentido de permitir os sacramentos aos "divorciados recasados", algo que iria contra o que a Igreja defendeu nos últimos 2000 anos, em obediência ao que lhe ensinou Jesus Cristo.

O apartamento em questão faz parte do 'Palazzo del Sant'Uffizio', que se encontra fora dos muros do Vaticano. Por tal, a porta do Palácio escapa ao controle tanto da Guarda Suíça como da Gendarmeria. Isto permitia a entrada constante de pessoas estranhas àquele edifício, pessoas essas que se dirigiam invariavelmente ao apartamento em questão. Este entra e sai permanente incomodou os restantes habitantes, quase todos Cardeais ou Monsenhores que trabalham no Vaticano, e levou a que fossem feitas várias queixas junto da Gendarmeria.

Foram essas queixas que estiveram na origem da rusga feita ao apartamento, que foi executada apenas pela polícia vaticana, e não pela polícia italiana, porque o edifício é extra-territorial em relação ao território italiano.

Mons. Capozzi foi conduzido pela Gendarmeria a uma clínica de reabilitação, para lutar contra a toxicodependência, e está agora num longo retiro, algures em Itália, certamente para pensar na vida.

Convém relembrar que os seminários têm instruções claras para expulsar imediatamente qualquer seminarista que apresente tendências homossexuais, o que infelizmente nem sempre acontece. Por causa disso a imagem da Igreja fica manchada com os abusos sexuais de sacerdotes a rapazes adolescentes (os famosos casos de "pedofilia") e com escândalos como este que acontecem no coração da Igreja, a poucos metros de onde vive o Papa.

Rezemos pela pureza dos corações dos nossos sacerdotes.

João Silveira

Via: Senza Pagare

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Falece um dos autores das Dubias, o Cardeal Meisner

Faleceu na madrugada desta Quarta-feira aos 83 anos de idade  o Cardeal Joachim Meisner, Arcebispo emérito de Colônia. O Cardeal Meisner era um dos quatro autores das Dubias entregues ao Papa Francisco com questionamentos sobre a doutrina da Amoris Laetitia, acabou morrendo sem ter uma resposta. 

"Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé" 2Timóteo 4, 7

terça-feira, 4 de julho de 2017

12 novos Sacerdotes para o Rito Tradicional



O Cardeal Burke ordenou em Lindenberg 7 Sacerdotes para a Fraternidade São Pedro, por sua vez Dom Arrieta (Secretário do Pontificio Conselho para Textos Legislativos) ordenou em Bordeaux 5 Sacerdotes para o Instituto do Bom Pastor do qual 2 são brasileiros; na ocasião também foram ordenados 3 diáconos e 1 subdiácono. 
Confira as fotos: 












Via: Senza Pagare e Portais Oficiais do IBP